Diversos

Ansiedade tem caloria

Olá meninas!

A psicóloga carioca Laura Cavalcanti escreve artigos muito interessantes para o projeto Emagrecer dói? (http://www.emagrecerdoi.com.br) e gostei muito desse abaixo, o que me faz pensar que precisamos muito cuidar da cabeça sempre!!

Ansiedade tem caloria  Para quem vive a dor do emagrecimento, é comum encontrar um quadro de ansiedade pela sensação de impotência e vivência do fracasso. Tenta, tenta e não consegue emagrecer... Muito comum, também, a ansiedade permanecer por perto durante o período de expectativas para emagrecer. Nesse momento, a gente se compromete, escolhe um caminho, muda o comportamento alimentar, se entusiasma; mas ela continua lá, pronta para dar o bote! Acontece que ansiedade também tem caloria”! Essa caloria afeta o nosso metabolismo emocional. Com isso, sinto dizer, o que se observa é a frustração!  A ansiedade que interfere no campo emocional vai interferir, proporcionalmente, no campo físico. O nosso estado psicológico pode criar obstáculos ou dinamizar o funcionamento fisiológico. Lembrar que somos integrados, corpo e mente.  A questão não é só emagrecer, mas permanecer magro. Para tal, precisamos estar conscientes de que o processo não é pontual, nem temporário. Vamos nos relacionar com o corpo e com a comida a vida inteira.  O adequado é priorizar a construção de um padrão, tanto alimentar quanto psicológico, que flua no cotidiano. Algo que seja possível viver sem pressão e sem ansiedade.  Essa construção só acontece quando nos responsabilizamos por nossas escolhas. Escolhas diárias e infinitas. Sempre presente, escolhendo com consciência. Essa presença dissolve a ansiedade.  Quando ansiosos, não estamos no aqui e agora. Estamos ilusoriamente, lá no futuro, tentando controlar o resultado final. Então, que tal tirar do cardápio a ansiedade e suas respectivas calorias? Relaxe com consciência e responsabilidade! O resultado virá!
Laura Cavalcanti  
Ansiedade tem caloria

Para quem vive a dor do emagrecimento, é comum encontrar um quadro de ansiedade pela sensação de impotência e vivência do fracasso. Tenta, tenta e não consegue emagrecer…
Muito comum, também, a ansiedade permanecer por perto durante o período de expectativas para emagrecer. Nesse momento, a gente se compromete, escolhe um caminho, muda o comportamento alimentar, se entusiasma; mas ela continua lá, pronta para dar o bote!
Acontece que ansiedade também tem caloria”! Essa caloria afeta o nosso metabolismo emocional. Com isso, sinto dizer, o que se observa é a frustração!

A ansiedade que interfere no campo emocional vai interferir, proporcionalmente, no campo físico. O nosso estado psicológico pode criar obstáculos ou dinamizar o funcionamento fisiológico. Lembrar que somos integrados, corpo e mente.

A questão não é só emagrecer, mas permanecer magro. Para tal, precisamos estar conscientes de que o processo não é pontual, nem temporário. Vamos nos relacionar com o corpo e com a comida a vida inteira.

O adequado é priorizar a construção de um padrão, tanto alimentar quanto psicológico, que flua no cotidiano. Algo que seja possível viver sem pressão e sem ansiedade.

Essa construção só acontece quando nos responsabilizamos por nossas escolhas. Escolhas diárias e infinitas. Sempre presente, escolhendo com consciência. Essa presença dissolve a ansiedade.

Quando ansiosos, não estamos no aqui e agora. Estamos ilusoriamente, lá no futuro, tentando controlar o resultado final. Então, que tal tirar do cardápio a ansiedade e suas respectivas calorias? Relaxe com consciência e responsabilidade! O resultado virá!

No site tem outros artigos que vale a pena ler.

bjokas,

Van

Você também pode gostar destes

Sem Comentários

  • Responder
    Raissa Kahn
    3 de Abril de 2011 at 23:01

    Pois é Van….a ansiedade anda lado a lado de quem está (como eu) fazendo RA e toda hora insiste em se manifestar…mas com tempo e persistência, hei de vencê-la =)

    • Responder
      sapatinhodecristal
      5 de Abril de 2011 at 0:51

      Oi RA! Adoro vc aqui! Nossa! Controlar a ansiedade é terrível! Eu não tenho muito controle, sofro muito com isso e sou prova que, realmente, pesa na balança! bjokas

Deixe um comentário